Com Bola e Tudo

Com Bola e Tudo

É muito troca-troca, não?

por Guilherme Barbosa, em 2016-07-11 10:38:00

“Futebol é resultado, treinador que vacila, cai”. Não são raras as vezes que ouvimos isso de pessoas comentando a demissão de um treinador. Mas, afinal será que nosso treinadores andam vacilando tanto assim? Ontem, após mais uma derrota no Brasileirão (dessa vez para o Santa Cruz), o Internacional demitiu o seu treinador, Argel Fucks. Agora, apenas quatro equipes da Série A do Brasileirão tem treinadores que iniciaram os seus trabalhos ainda em 2015.



Com a saída de Argel, ficam computadas 15 trocas de comando em clubes da Série A na temporada e sete em 14 rodadas no Brasileirão, ou seja, a cada duas rodadas, cai um treinador na Série A. Agora, somente Roger Machado (Grêmio), Vagner Mancini (Vitória), Dorival Júnior (Santos) e Ricardo Gomes (Botafogo) comandam o mesmo clube desde 2015.

Um levantamento feito pelo jornalista Rafael Bullara, do jornal Lance! e atualizado por mim após a queda do treinador do Inter, mostra as trocas de treinador desse ano.

Trabalhos mais longevos atualmente no futebol brasileiro:

Grêmio – Roger Machado – desde maio de 2015

Vitória – Vagner Mancini – desde junho de 2015 (estava na Série B)

Santos – Dorival Júnior – desde julho de 2015

Botafogo – Ricardo Gomes – desde julho de 2015 (estava na Série B)

Internacional – Argel Fucks – desde agosto de 2015

Trocas em 2016:

Ponte Preta: saiu Vinicius Eutrópio e chegou Alexandre Gallo

Figueirense: saiu Hudson Coutinho e chegou Vinicius Eutrópio

Fluminense: saiu Eduardo Baptista e chegou Levir Culpi

Palmeiras: saiu Marcelo Oliveira e chegou Cuca

Atlético-PR: saiu Cristovão Borges e chegou Paulo Autuori

Santa Cruz: saiu Marcelo Martellote e chegou Milton Mendes

Ponte Preta: saiu Alexandre Gallo e chegou Eduardo Baptista

Sport: saiu Falcão e chegou Eduardo Baptista

Cruzeiro: saiu Deivid e chegou Paulo Bento

Atlético-MG: saiu Diego Aguirre e chegou Marcelo Oliveira

Flamengo: saiu Muricy Ramalho

Coritiba: saiu Gilson Kleina e entrou Pachequinho

América-MG: saiu: Givanildo Oliveira e chegou Sergio Vieira

Corinthians: saiu: Tite e chegou Cristóvão Borges

Chapecoense: saiu: Guto Ferreira e chegou Caio Junior

Internacional: saiu: Argel Fucks

Mudanças no Campeonato Brasileiro:

Depois da primeira rodada…

Cruzeiro: saiu Geraldo Delamore (interino) / entrou Paulo Bento

Atlético-MG: saiu Diego Aguirre / entrou Marcelo Oliveira

Depois da terceira rodada…

Flamengo: saiu Muricy Ramalho / entrou Zé Ricardo (interino)

Depois da quinta rodada…

Coritiba: saiu Gilson Kleina / entrou Pachequinho

América-MG: saiu Givanildo Oliveira / entrou Sergio Vieira

Depois da sétima rodada…

Corinthians: saiu Tite / Cristóvão Borges assumiu na décima rodada

Depois da décima rodada…

Chapecoense: saiu Guto Ferreira / entrou Caio Junior

Depois da décima quarta rodada…

Internacional: saiu Argel Fucks

Essa quantidade alta de mudanças no comando técnicos da equipes faz com que os times enfrentem dificuldades para chegar a um padrão tático satisfatório, sempre tendo alguém passando por fase de adaptação que, com o calendário corrido de nosso futebol, acaba não sendo satisfatória.



Libertadores - Essa semana o São Paulo, único time brasileiro ainda presente na Libertadores da América 2016, terá a difícil tarefa de vencer o Atlético Nacional (Colômbia), fora de casa, por no mínimo dois gols de diferença, para tentar decidir a vaga na final da Copa nos pênaltis, após perder a invencibilidade em semifinais de Libertadores jogando no Morumbi.

Para chegar à final, o Tricolor terá que passar por cima de dificuldades como o desfalque de Kelvin e Ganso, lesionados, além de Maicon, expulso na primeira partida. Além disso, há um tabu envolvendo o treinador Edgardo Bauza. Ele nunca venceu fora de casa por dois gols de diferença nas outras vezes em que chegou às semis da Libertadores - com Rosario Central (2001), LDU (2008) e San Lorenzo (2014). A única vez que ele venceu fora de casa foi na campanha com o Rosário Central, quando derrotou o Cobreloa por 3 a 2, pelas oitavas de final.

Siga: @buteco512 e @agostodebuteco